Câmara recebe representantes da Apae para debater políticas públicas na Semana da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla

por adm publicado 27/08/2019 15h45, última modificação 27/08/2019 16h03

A Comissão de Participação Popular, presidida pela vereadora Maria Helena de Oliveira do Prado, recebeu representantes da Apae de Andradas para tratar de políticas públicas para as pessoas com deficiência intelectual e múltipla. Participaram da reunião os vereadores membros da Comissão Guto Liparini e Ricardo Felisberto dos Reis, o vice-presidente da Câmara, vereador Carlos Roberto da Silva, o vereador Ademir dos Santos Perez, o psicólogo da Apae Renato Santana e a gerente da Divisão de Gestão e Ação Social Isabelle Cristine Pereira.

WhatsApp Image 2019-08-22 at 19.49.22.jpeg

O vereador Guto fez a mediação da reunião que ocorreu no Plenário e contou com a presença de alunos, alguns pais e demais profissionais da Apae, e ressaltou a necessidade de uma “boa relação da entidade com o Poder Legislativo para desenvolver as políticas públicas que só podem nascer em ambiente de harmonia”.

Após uma explanação sobre políticas públicas voltadas à pessoa com deficiência, o vereador salientou que o tema é recente já que o Plano Nacional da Pessoa com Deficiência foi aprovado somente em 2011. “No Brasil o tema passou a ser objeto de política pública desde a década de 80 e a Apae de Andradas existe desde 1981 fazendo um trabalho importantíssimo para a cidade, acolhendo as pessoas e, mesmo com tantas dificuldades, através do carinho, do amor e da educação, consegue inserir as pessoas com deficiência na nossa sociedade”, salientou o vereador Guto Liparini.

O psicólogo Renato Santana falou sobre a necessidade e a importância da participação popular, apresentando as ações da entidade que hoje atende 150 usuários por mês em programas de saúde, educação e assistência social gratuitamente. Na educação o atendimento conta com a creche, a estimulação precoce, educação infantil, ensino fundamental e oficinas profissionalizantes. Na saúde é ofertado atendimento de equipe multidisciplinar com diversos profissionais, além de outras ações no âmbito social.

Santana falou também sobre os altos custos e importância dos eventos na manutenção da entidade, uma vez que a única verba que a Apae de Andradas recebe atualmente do Governo Federal é através do SUS – Sistema Único de Saúde, e reforçou a expectativa para a implementação do Centro-Dia de Referência para Pessoa com Deficiência, programa do Governo Federal que visa atendimento aos usuários da entidade e suas famílias.

“Saúde e assistência social são os programas que deixarão as Apaes de portas abertas no futuro, pois conseguem fazer com que venham verbas do Governo Federal. Atualmente a Apae recebe somente verba federal para o SUS”.

Representando os usuários da entidade, o jornalista João Guilherme Bretas falou sobre a acessibilidade. “Nós merecemos um pouco de igualdade no município e tem que haver melhorias cada vez mais. Hoje estou aqui reivindicando rampas nas calçadas e estabelecimentos comerciais, não só por mim, mas por todos os que têm dificuldades de locomoção. Quero pedir um projeto para melhorar o município porque também temos direito de ir e vir como todos os outros e para isso tem que haver planejamento”.

Ao final da reunião, o psicólogo Renato Santana lamentou a ausência de muitos pais salientando a necessidade da discussão de políticas públicas com toda a família. “Esse momento na Câmara Municipal foi marcado para que as famílias pudessem apresentar as dificuldades e algumas ideias aos vereadores, uma discussão entre todos para propor e buscar soluções”.

Cine Câmara com alunos da Apae

O Cine Câmara abriu, mais uma vez, as portar para receber os alunos e equipe da Aape de Andradas na Semana da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla.

O filme exibido para duas turmas - manhã e tarde - do dia 26 de agosto foi a animação "Viva, a Vida é uma Festa!" que conta a bela história do menino Miguel que tem o sonho de ser cantor, mas a música é proibida em sua família. No dia dos mortos, ele rouba o violão de um famoso cantor falecido que o transporta para outro mundo. Para voltar para casa, ele terá que encontrar um parente que nunca conheceu e pedir a sua benção. Vencedor do Oscar de 2018 de Melhor Animação e Melhor Canção Original.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.